“Vermelho, Branco e Sangue Azul” traz temas muito importantes

Casey McQuiston, @editoraseguinteoficial, 392 páginas, New Adult e Romance LGBTQIAP+,

Por Gabyh; Revisado por: Ravi Pires.


Essa obra conta a história de Alex, o filho da atual presidente dos Estados Unidos. No ano das eleições do país, o protagonista acaba arranjando encrenca com o príncipe da Inglaterra, Henry, fazendo com que eles passem um fim de semana juntos para “repararem o estrago”. Esse fim de semana muda tudo na vida de ambos.

A escrita é simplória, o suficiente para compreendermos cada situação política e suas crises. Porém, mesmo sendo tão tranquila, ela ainda pode nos imergir de uma forma impressionante na história. Isso sem contar as incríveis piadas (“História, huh?”). Foi o 2° livro que eu mais me fez rir!

Ês personagens… Meus deuses eu amo tanto elus, então vou começar falando da família Diaz! Alex é um jovem bi que caga muito para o que os outros pensam, vive para política e para sua família. Sua irmã, June, é uma graça de pessoa, sendo bem social e uma ótima escritora. Sua amiga Nora, a que completa o “Trio da Casa Branca”, é (ao meu ver) quase gêmea de Alex, porém sinto mais maturidade vinda dela. A mãe e o pai do protagonista são EXCELENTES — e sim, sou muito cadelinha da mãe dele. “Explorar a sua sexualidade: saudável, mas precisa ser com o príncipe da Inglaterra?”.

Henry é uma gracinha de pessoa, mesmo que o Alex o taxe de “Vossa Arrogância Real” e “Vossa Abominação Revoltante”. Ele é um cara gay que teve muitos problemas em sair do armário (tanto para a família quanto para a Inglaterra), afinal a monarquia não aceita nada “”fora do normal da sociedade””. Ele é fofo e carinhoso, porém também é um cara corajoso e fiel a quem ama. Tudo o que ele precisava era de apoio e de um abraço, coisas que o Alex (e o resto do mundo) deu com o maior prazer.

Ês personagens secundáries, como Shaan e Zahra (ambos “seguranças” dos protagonistas); Rafael Luna (político amigo do Alex); a irmã (incrível) de Henry, Bea; a mãe dele; e Pez, seu melhor amigo, são pessoas que me marcaram bastante. Cada ume tem sua personalidade retratada de uma ótima forma no livro, então é interessante olhar a história pelos olhar delus também.

Vermelho, Branco e Sangue Azul é um livro extremamente importante para 2020, e para o resto dos dias do mundo. Xenofobia, LGBTQIAP+fobia, monarquia e privacidade online são assuntos que precisam de mais espaço para serem debatidos, e essa obra de arte os aborda com uma ótima profundidade e simploriedade, de modo que qualquer ume que o ler entenda a dimensão dessas problemáticas.

Essa obra foi uma utilidade pública bem-vinda nos atuais momentos do mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s