Eu Estou Bem

Por Alice
Revisão: Calisto M. e May Barros


Eu não gosto de beijos, não gosto de toques com segundas intenções. Me chamem do que quiser, eu sou assim e não ligo se você concorda ou não.

Prefiro mil vezes comer uma pizza com alguém a trocar beijos ou algo a mais. Não te julgo por preferir o contrário, mas eu gostaria que você não me julgasse por ser diferente de você. Cada pessoa é única, concorda? Mas tudo bem, há tempo para pensar nisso.

Só por favor, não diga que eu ainda não achei a pessoa certa. Eu posso ter achado, mas a minha forma de demonstrar afeto é diferente da sua. Você pode querer beijos, e eu entendo isso, afinal você gosta disso. Eu não, eu sou assim: prefiro assistir um filme no cinema, dividir uma pipoca e contar piadas. São formas diferentes e não há nada de errado nisso.

Você diz que eu só não gosto por que não experimentei, certo? O que me impede de saber sem ter experimentado? Digamos que você seja um homem heterossexual: você já beijou um outro homem? Não? Como você sabe que não gosta sem ter experimentado?

Me diga, o que há de errado em não sentir atração sexual por outras pessoas? Não diga que eu estou doente, eu não estou doente. Não há nada de errado com a minha libido, ou com os meus hormônios ou o que quer que você pense que seja alguma doença. Não é uma doença, eu só não sinto atração sexual. Eu estou perfeitamente saudável, mesmo que isso não seja da sua conta.

 Eu não quero que você aja igual a mim, jamais pediria isso. Também não quero que você mude seu jeito de ser, você é uma pessoa única e não deve mudar porque alguém discorda. A única coisa que eu quero é que você respeite o meu direito de ser quem eu sou, sem gostar de ninguém. Eu respeito o seu direito de sentir atração, respeite o meu de não sentir.


Sobre a autora

fundo azul com estrelas brancas e roxas e o texto: "Alice - vivendo, aprendendo e amando gatinhos"

Leia mais:

  • Assexual, Agênero. | Como foi me descobrir trans através da assexualidade?
    No Dia Nacional da Visibilidade Trans, Lori, uma das escritoras do Aroaceiros, trás um pequeno pedaço da sua vivência enquanto pessoa aroace trans (mais especificamente agênero e não-binária). Você também é uma pessoa assexual e/ou arromântica trans e enxerga essa interseccionalidade na sua vivência? Nos conte!
  • Como surgiu a Ace Week?
    Você já se perguntou como e quando surgiu a Ace Week? Em 2 minutinhos você pode saber mais sobre esse pedacinho de história da nossa comunidade.
  • #MinhaHistoriAce | Como eu me descobri assexual
    #MinhaHistoriAce é um quadro de relatos de autodescoberta des adm do Aroaceiros, confira a trajetória de Ravi.

Uma resposta para “Eu Estou Bem”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: