Como surgiu o Aroaceiros e o que temos feito?

Autoria: Lori A. D. Santos e Ravi P.

Revisão: Lori A. D. Santos

Hoje é um dia muito especial para nós do Aroaceiros e, por isso, convidamos você a, primeiramente, comer um bolinho conosco e depois ler esse post contando a trajetória do Aroaceiros e tudo que fizemos nesses últimos 2 anos!

Como surgiu o Aroaceiros?

“O Aroaceiros surgiu de uma necessidade pequena, mas incômoda, de fazer parte de algo que pudesse espalhar informações corretas sobre assexualidade e arromanticidade.

Em julho de 2020, uma das maiores discussões no meu círculo específico do Twitter eram alegações – falsas – sobre a bandeira assexual e um suposto criador – que nem tinha relação direta com a bandeira. eu me lembro de reclamar sobre isso com meu amigo Ariel, que hoje não faz mais parte do Aroaceiros, mas que foi uma pessoa muito importante pra sua criação.

Por mais que eu tenha contado essa história várias vezes, eu já não lembro muito bem a ordem das coisas, mas foi tudo mais ou menos assim: numa tentativa de reverter toda a situação caótica com fake news e ataques a assexualidade e a sua bandeira, eu criei um formulário, com a ajuda do Ariel, e postei no Twitter, na intenção de conseguir voluntários pra participar de um grupo, que até então não tinha nome, voltado às comunidades aro e ace, com o objetivo de transmitir apenas informações e notícias verdadeiras sobre essas identidades e seus espectros.

Eu só não esperava ter mais de 100 inscrições.

De primeira, nós ficamos bem felizes, mas depois caiu a ficha de que eram muitas inscrições pra filtrar. Eu não tinha ideia nenhuma de como organizar as pessoas, a comunicação, as informações, as atividades, as reuniões e tudo mais que viria com o coletivo. Então foi um caos que durou alguns meses.

De 100 inscrições, pouco mais de 70 responderam minhas mensagens, e desses, menos de 60 entraram no servidor do Discord da equipe (servidor esse já falecido, aliás). De pouco em pouco o número foi diminuindo. Os primeiros dois meses foram de bagunça e tentativas de organizar o que deveríamos fazer, como faríamos, qual seria nossa identidade, quais plataformas teríamos, etc.

O caminho pra escolher o nome foi um pouco complicado, várias opções vinham e iam e ninguém concordava com nada. Até que alguém (o Rapha) sugeriu “Aroaceiros”. Não sei se ele estava falando sério, mas o nome foi bem aceito pela equipe e por todo mundo depois, risos – e eu confesso que demorei pra entender que era um trocadilho com a palavra “arruaceiros”.

Mesmo em meio ao caos, decidimos tornar o coletivo público no dia 01/09/2020. A esse ponto, nós tínhamos uma logo, um esboço de identidade visual e mais ou menos 50 membros.

Foi imensa a nossa surpresa quando, em menos de 10 horas, chegamos a mil seguidores no Twitter. Inclusive a gente quase morreu quando a AVEN seguiu nosso perfil – aí a gente descobriu que ela sempre segue todas as páginas ace, risos – e o engajamento e aceitação foram muito bons logo de cara. Sinal de que a comunidade aroace realmente estava precisando de mais páginas do tipo.

Em outubro, já tivemos atividades pra semana assexual e, inclusive, já estávamos na segunda edição da nossa roda de conversa virtual: o Alô AroAce, que hoje acontece no space do twitter, mas no início era pelo Meets.

Com o tempo, mais pessoas acabaram saindo do Aroaceiros, outras entraram, conseguimos mais reconhecimento de outros coletivos e até fomos convidades a participar da comissão do IAD (Dia Internacional da Assexualidade), representando o Brasil junto com o Coletivo AbrAce.

Claro que existem muitas dificuldades. A criação de conteúdo demora, hoje nós estamos em 20 pessoas pra administrar duas redes sociais, um site, um podcast, eventos de roda de conversa e outras atividades que podem até parecer pouca coisa, mas exigem bastante de todes nós.

Mesmo assim, seguimos sempre com o mesmo objetivo de tornar a informação sobre assexualidade e arromanticidade mais acessível. De ser uma fonte confiável de informações, curiosidades e notícias sobre essas identidades. De criar um ambiente confortável e seguro pra toda pessoa aro, ace e aroace que precise e queira se aproximar da comunidade, de pessoas que as entendam de uma forma que ninguém mais consegue. E eu acho que aos pouquinhos a gente tá conseguindo.

Nada disso seria possível sem as pessoas que confiam e acompanham o Aroaceiros. Principalmente, não seria possível sem a nossa equipe que se desdobra pra equilibrar a vida pessoal, profissional e acadêmica pra fazer parte do nosso coletivo e tornar nosso objetivo mais próximo da realidade.

Um agradecimento especial a todes: Ash, que faz parte das equipes de tradução, revisão e acessibilidade; Calisto da equipe de redação e criatividade; Bruna da equipe de design; Elliot, que faz parte da escrita, revisão, desenho e criatividade; a Catarina que participa do podcast na parte de gravação e elaboração dos conteúdos; a Eduarda que lidera o podcast, fazendo as edições, gravações, criação de conteúdo; Eloah da escrita e revisão; a Fran, nossa desenhista que é uma das principais adms do instagram; Ídris da tradução; Izzy da tradução, revisão e criatividade; Kayê do design e criatividade; LaLo da escrita e revisão; Narciso do podcast; Nikki da escrita; Rapha, o designer mais queridinho do aroaceiros, que também deu o nome pro coletivo; a Sthefany da acessibilidade e escrita; o Yuri que faz absolutamente tudo (menos design e podcast kkkk); Lori que é da escrita, tradução, pesquisa e faz o que mais precisar; e a Day da escrita e que sempre participa de eventos representando o aroaceiros.

Além de fazerem tudo isso que eu falei aqui, Lori e Yuri sempre participam de eventos que nos convidam, assim como o Calisto e o Elliot. A Fran, Yuri, Lori, Eloah, Sthefany, LaLo, Calisto e Elliot são as pessoas que mais participam nas postagens nas redes sociais. A maioria já participou moderando ou liderando as rodas de conversa.

E ainda tem muito mais coisa que todo mundo faz, mas fica difícil lembrar de tudo. De qualquer forma, um muito obrigado a todas as pessoas que tornam o Aroaceiros possível. Hoje completamos dois anos de muita coisa já feita, mas é só o começo!

Um beijo virtual,
Ravi.”

O que temos feito?

2020

??/07/2020 | 1º Alô AroAce (roda de conversa no Google Meet para conversar sobre temáticas aroace)

01/09/2020 | Lançamento do Aroaceiros!

05/09/2020 | Criação do site e publicação dos textos “Sobre Assexualidade” e “Sobre Arromanticidade

19/09/2020 | 2º Alô AroAce

30/09/2020 | Thread sobre relacionamentos queerplatonicos

25/10/2020 | Publicação do “Novo Manifesto Assexual” criado pelo Aroaceiros

25/10/2020 | Abertura do Discord Oficial do Aroaceiros [desativado]

26/10/2020 | Live no Instagram “Não-monogamia, Assexualidade e Arromanticidade”

27/10/2020 | Lançamento do 1º episódio do Podcast – “Apresentações”

27/10/2020 | Lançamento do “WorkspAce”, projeto de visibilidade para artistas aroace em parceria com o CakeLovers [descontinuado]

28/10/2020 | Lançamento da 1º edição do Boletim Aspec [descontinuado]

29/10/2020 | Live no YouTube “Tirando dúvidas sobre as identidades aroace”

31/10/2020 | 3º Alô AroAce

04/11/2020 | Entrevista sobre assexualidade e arromanticidade com Aroaceiros e Coletivo Abrace para a II Semana da Diversidade do Coletivo LGBTQ Integra ESALQ-USP

24/11/2020 | Lançamento do 2º episódio do Podcast – “Saindo do Armário”

2021

08/01/2021 | Publicamos 9 textos resumindo o que rolou na UK Ace Con 2020

27/01/2021 | Lançamento do 3º episódio do Podcast – “Relacionamentos”

31/01/2021 | Anuncio oficial da organização do Dia Internacional da Assexualidade (IAD), ao qual o Aroaceiros fez parte da organização

22/02/2021 | Live na Twitch “Amatonormatividade e sua influência na vida arromântica”

23/02/2021 | Lançamento do 4º episódio do Podcast – “Arromanticidade”

27/02/2021 | 4º AlôAroAce

30/03/2021 | Lançamento do 5º episódio do Podcast – “Respondendo ao CuriousCat”

06/04/2021 | Primeiro Dia Internacional da Assexualidade (IAD)

31/04/2021 | Lançamento do 6º episódio do Podcast – “Não-monogamia

03/05/2021 | Publicação da resenha “Existe livro hot com assexuais? O Príncipe e a Livreira prova que sim!“, parte da coletânea Espectros de Roxo e Cinza

28/05/2021 | Publicação do texto “Experiência de ser ace, aro ou aroace e não-branque“, de Nikki

31/05/2021 | Publicação da resenha “O Último Robô do Mundo nos ensina que é ok ser diferente“, parte da coletânea Espectros de Roxo e Cinza

05/06/2021 | Publicação do texto “Por que junho é o Mês do Orgulho?“, de Ravi

07/06/2021 | Lançamento do 7º episódio do Podcast – “Autodescobertas LGBTQIA+ #1”

07/06/2021 | Participação de Lori no 4º Congresso Internacional de Direito da Diversidade da OAB-SP em palestra sobre Ativismos, Criminologia Queer e Identidades LGBTQIAP+

14/06/2021 | Lançamento do 8º episódio do Podcast – “Autodescobertas LGBTQIA+ #2”

17/06/2021 | Publicação da resenha ““Vermelho, Branco e Sangue Azul” traz temas muito importantes“, de Gabyh

20/06/2021 | Lançamento do 9º episódio do Podcast – “Autodescobertas LGBTQIA+ #3”

25/06/2021 | Publicação do texto “Identidades gênero-guiadas: a diversidade de vivências arromânticas e assexuais“, de Lori

26/06/2021 | 6º Alô AroAce

28/06/2021 | Participação de Ravi no episódio “As outras cores do Arco-íris: Assexualidade, Arromanticidade, Demissexualidade e Pansexualidade” do Podcast Sexo Explícito – Educação e Saúde

30/06/2021 | Lançamento do 10º episódio do Podcast – “Autodescobertas LGBTQIA+ #4”

01/07/2021 | Participação de Catarina, Eduarda e Ravi no episódio “#63 Eu Gosto de Cringe” do Podcast Bisão Voador

02/07/2021 | Lançamento do #DivulgAroAce [descontinuado]

08/07/2021 | Publicação do texto “Eu Estou Bem“, de Alice

17/07/2021 | Publicação da resenha “A assexualidade e arromânticidade em Bloom into you“, de Alex Franken

17/07/2021 | Entrevista do Aroaceiros sobre arromanticidade para o jornal O Globo

19/07/2021 | Participação de Lori e Yuri na I Semana do Orgulho LGBTQIA+ do IFMG em palestra sobre “Diversidade e representatividade arromântica e assexual”

20/07/2021 | Lançamento do 11º episódio do Podcast – “Personalidades Assexuais com Day #1”

29/08/2021 | Lançamento do 12º episódio do Podcast – “Lesbianidade em relação aos espectros arromântico e assexual”

23/09/2021 | Lançamento do 13º episódio do Podcast – “Invisibilidade Bi com Bisão Voador”

24/10/2021 | Lançamento do 14º episódio do Podcast – “A assexualidade latinoamericana”

27/10/2021 | Participação de Elliot no 46º congresso médico universitário do ABC (COMUABC) em palestra sobre a população LGBTQIA+ e as dificuldades, obstáculos e vivencias no atendimento/assistência médica de pessoas assexuais

[novembro, dezembro e janeiro – pequeno hiato para reformulação do projeto]

2022

13/02/2022 | Spaces de Lori e Nikki com as autoras Thali, Anne e Vana sobre “A (falta de) representatividade arromântica”

25/02/2022 | Publicação do texto “A Problemática da (falta de) Representatividade Arromântica“, de Lori

26/02/2022 | Spaces de Lori, Yuri e Nah para a #SemanAro sobre “Autodescoberta Arromântica”

06/04/2022 | Segundo Dia Internacional da Assexualidade (IAD)


07/05/2022 | Participação de Day, Duda e Lori no Podcast Entre Sumários para falar de “Representação Assexual no Universo Literário”

11/06/2022 | Entrevista de Lori sobre arromanticidade e dia dos namorados para o jornal O Povo

28/06/2022 | Publicação do texto “#HistoriAce | A presença assexual na comunidade LGBTQIA+ ao longo da história e atualidade“, de Lori

01/09/2022 | Publicação do texto “#MinhaHistoriAce | Autodescoberta demissexual“, de Nikki

01/09/2022 | Publicação do texto “Como surgiu o Aroaceiros e o que temos feito?“, de Lori e Ravi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: